• I.O.

A concepção materialista da História, de Georgi Plekhânov

Por Darlan Reis Junior, historiador


Para quem pretende iniciar os estudos e realizar pesquisas a partir do materialismo histórico, indico a obra "A Concepção materialista da história", do russo Georgi Plekhânov (1856-1918).


Plekhânov, de forma didática, introduz conceitos considerados complexos, o que facilita os caminhos para a longa jornada a quem se dedica ao trabalho de análise da realidade em que vivemos. Nesse livro, apresenta diferentes filosofias da História e suas diferenças com o Materialismo Histórico. O livro é dividido em três partes: 1) Da Filosofia da História (desde a concepção teológica até à marxista); 2) Da concepção materialista da História; 3) O papel do indivíduo na História.


"O materialismo histórico moderno demonstrou que os homens fazem sua história, não para marchar, em absoluto, por um caminho de progresso traçado de antemão, nem porque devam submeter-se às leis de uma evolução abstrata (metafísica, segundo Labriola). Os homens fazem sua história procurando atender suas necessidades, e a ciência deve explicar como influem as diferentes necessidades nas relações sociais dos homens e na sua atividade espiritual" (1)




Apesar das profundas divergências com os bolcheviques, quando da Revolução Russa, Plekhânov sempre teve o respeito dos marxistas russos. Segundo Lênin, "A melhor exposição da filosofia do marxismo e do materialismo histórico é feita por G.V. Plekhânov".


Sem dúvida este é um livro de grande interesse para quem se dedica à tarefa de entender as relações sociais e para isso, tem como ferramenta o marxismo. Um dos primeiros passos é ler as obras por conta própria. Eis a dica de leitura.

Brasil, América Latina.