Ciência, Política e Socialismo.   

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

"Talvez valha mencionar que o modo pelo qual os intelectuais definem suas posições nos seus escritos depende em grande medida da dinâmica da confrontação histórica em curso entre o capital e o trabalho. Como sabemos pelas experiências históricas passadas, evidências de um maior radicalismo no movimento trabalhista, denunciando as contradições da sua vida, agravadas sob o governo do capital, são seguidas por intelectuais tradicionais, que também tendem a assumir uma posição mais combativa.

E, vice-versa, quando o trabalho é forçado a assumir uma postura mais defensiva, muitos intelectuais se tornam introvertidos, evasivos e desorientados. O lamentável conto da pós-modernidade oferece uma boa ilustração dessa matéria. Mas, indicar essa conexão objetiva não significa justificar as suas conseqüências negativas. Se tomarmos seriamente "a responsabilidade dos intelectuais", não poderia haver justificativa para a omissão".

 

István Mészáros* 

* Trecho de entrevista de István Mészáros a Ivana Jinkings, para a Carta Maior, 2011. 

Estamos no YouTube

Estamos no Facebook

Brasil, América Latina.